Menu

Descrição do Produto

O Creme Hidratante Baldoni, comercializada pelo Apiário Florin, é disponibilizado em embalagens de 25g e possui em sua composição veneno de abelha (Apitoxina) e própolis.

Modo de uso:
Aplicar e friccionar o local duas a três vezes ao dia.

Precauções:
Não deve ser usada por pessoas altamente alérgicas ao veneno de abelha. Manter longe do alcance das crianças. Não ingerir, caso isso ocorra procurar, imediatamente, um serviço médico.

Importante:
Fazer um teste com a pomada nas costas da mão e caso apresente vermelhidão ou coceira, suspender imediatamente a aplicação. Conservar em local fresco e não expor à luz solar direta.

Propriedades de acordo com a literatura:
O veneno da abelha, também é chamado de apitoxina, é produzido por glândulas existentes no abdômem da abelha e introduzido no corpo das vítimas através do canal existente no ferrão, provocando reações que variam de intensidade de acordo com a sensibilidade de cada pessoa, podendo levar o indivíduo à morte. O uso da apitoxina é muito antigo e veio provavelmente da observação de que os primeiros apicultores recebiam muitas picadas e, conforme relatavam, não tinham problema de reumatismo. Apitoxina possui ação anti-inflamatória de uma proteína (melitina) contida no veneno de abelha. As pessoas que usam o creme de veneno de abelha, são unânimes em afirmar sua eficácia e superioridade comparativamente a alguns anti-inflamatórios convencionais, os quais apresentam fortes efeitos colaterais, que não aparecem com o uso do veneno de abelha. Muitas pessoas ainda fazem o uso do método tradicional, colocando a abelha para ferroar o local inflamado, hoje, porém, conseguimos extrair o veneno da abelha de maneira racional e utilizá-lo na forma de pomada, facilitando seu uso e evitando o desconforto da dor e inchaço ocorridos durante a ferroada. Descobertas recentes, mostram que o veneno de abelha também possui um efeito cosmético, pois a melitina presente no veneno “engana” a pele dando a entender que a pessoa foi picada. Em consequência disso, estimula a circulação de sangue na pele, faz aumentar a produção de colágeno, melhorando a elasticidade e impulsionando a renovação celular.

Composição:
Os principais elementos encontrados na apitoxina são: Fosfolipase A2 (10-12%), Melitina (40-50%) e restante de vários outros elementos onde se destacam a hialuronidase, apamina e cardiopep.

Apitoxina (Veneno de Abelha) 25 g

Por apenas R$ 35,00
Calcular Frete:
Quantidade:
Compartilhar: Apitoxina (Veneno de Abelha) 25 g Apitoxina (Veneno de Abelha) 25 g Apitoxina (Veneno de Abelha) 25 g Apitoxina (Veneno de Abelha) 25 g

Descrição do Produto

O Creme Hidratante Baldoni, comercializada pelo Apiário Florin, é disponibilizado em embalagens de 25g e possui em sua composição veneno de abelha (Apitoxina) e própolis.

Modo de uso:
Aplicar e friccionar o local duas a três vezes ao dia.

Precauções:
Não deve ser usada por pessoas altamente alérgicas ao veneno de abelha. Manter longe do alcance das crianças. Não ingerir, caso isso ocorra procurar, imediatamente, um serviço médico.

Importante:
Fazer um teste com a pomada nas costas da mão e caso apresente vermelhidão ou coceira, suspender imediatamente a aplicação. Conservar em local fresco e não expor à luz solar direta.

Propriedades de acordo com a literatura:
O veneno da abelha, também é chamado de apitoxina, é produzido por glândulas existentes no abdômem da abelha e introduzido no corpo das vítimas através do canal existente no ferrão, provocando reações que variam de intensidade de acordo com a sensibilidade de cada pessoa, podendo levar o indivíduo à morte. O uso da apitoxina é muito antigo e veio provavelmente da observação de que os primeiros apicultores recebiam muitas picadas e, conforme relatavam, não tinham problema de reumatismo. Apitoxina possui ação anti-inflamatória de uma proteína (melitina) contida no veneno de abelha. As pessoas que usam o creme de veneno de abelha, são unânimes em afirmar sua eficácia e superioridade comparativamente a alguns anti-inflamatórios convencionais, os quais apresentam fortes efeitos colaterais, que não aparecem com o uso do veneno de abelha. Muitas pessoas ainda fazem o uso do método tradicional, colocando a abelha para ferroar o local inflamado, hoje, porém, conseguimos extrair o veneno da abelha de maneira racional e utilizá-lo na forma de pomada, facilitando seu uso e evitando o desconforto da dor e inchaço ocorridos durante a ferroada. Descobertas recentes, mostram que o veneno de abelha também possui um efeito cosmético, pois a melitina presente no veneno “engana” a pele dando a entender que a pessoa foi picada. Em consequência disso, estimula a circulação de sangue na pele, faz aumentar a produção de colágeno, melhorando a elasticidade e impulsionando a renovação celular.

Composição:
Os principais elementos encontrados na apitoxina são: Fosfolipase A2 (10-12%), Melitina (40-50%) e restante de vários outros elementos onde se destacam a hialuronidase, apamina e cardiopep.